Contextos e práticas de saúde e formação, identidade profissional e interdisciplinaridade no campo da saúde

Professores

Alexandra Magna Rodrigues
Maria Angela Boccara de Paula
Marluce Auxiliadora Glaus Leão
Renato de Sousa Almeida

Título do projeto

Contextos e práticas de saúde e formação, identidade profissional e interdisciplinaridade no campo da saúde

Objetivos

– Conhecer os contextos multiprofissionais em que as práticas de saúde se efetivam;
– Conhecer os processos de formação da equipe de saúde, bem como as políticas sociais e públicas nessa área;
– Conhecer as práticas de educação e saúde no cotidiano do trabalho e seus reflexos no público atendido;
– Conhecer como ocorre a construção da identidade profissional no campo das ciências da saúde;
– Identificar as influências dos contextos e das práticas de formação e de trabalho na identidade de profissionais da área de saúde;
– Identificar as influências dos contextos e das práticas de formação e de trabalho no processo de resiliência dos profissionais da área de saúde;
– Conhecer as representações sociais sobre as profissões das áreas de saúde e a docência nestas áreas;
– Investigar o processo de saúde-doença de profissionais em diferentes contextos de atuação e nas várias fases da vida;
– Identificar as inter-relações entre o desenvolvimento bioecológico dos profissionais e usuários das áreas da saúde e as mudanças ao longo do ciclo vital.

Fundamentos teóricos

Este projeto se propõe a estudar a formação, as práticas e os contextos de trabalho de profissionais e usuários da área da saúde, nas várias fases da vida, e suas influências na construção da identidade profissional e no processo de saúde-doença, a
partir de constructos teóricos como as representações sociais, a resiliência e a saúde do trabalhador. Visa compreender o fenômeno do desenvolvimento bioecológico e suas interfaces com a promoção de saúde, considerando-se uma concepção de saúde mais ampla e que engloba os diversos contextos que fazem parte da vida dos indivíduos (escola, trabalho, família) e as políticas sociais e públicas. Analisa as repercussões da questão da interdisciplinaridade e suas interfaces com o pensar, o
agir e o sentir dos profissionais no campo das ciências da saúde.

Metodologia

As metodologias de pesquisa a serem utilizadas abarcam abordagens quantitativas e qualitativas, com pluralismo de tipos e técnicas de coleta e análise de dados. Leva em conta os contextos socioculturais, as variáveis cognitivas, afetivas ou sociais que
afetam o desenvolvimento dos indivíduos.

Sugestões de temas relacionados ao projeto que podem ser desenvolvidos

• Construção identitária de profissionais da área da saúde;
• Estudos relacionados às Representações Sociais de usuários e profissionais da saúde;
• Representações sociais de escolha profissional na área da saúde;
• A Formação Docente e as práticas profissionais na área da saúde;
• Repercussões das Políticas Sociais e Públicas relacionadas às práticas e contexto de saúde;
• Contextos e práticas de formação e de trabalho no processo de resiliência dos profissionais da área de saúde;
• Processo saúde-doença de usuários e profissionais em diferentes contextos de atuação e nas várias fases da vida;
• Inter-relações entre o desenvolvimento bioecológico dos profissionais e usuários das áreas da saúde e as mudanças ao longo do ciclo vital;
• Práticas de educação e saúde no cotidiano do trabalho e seus reflexos no público atendido;

Download destas informações [PDF]
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Candidatos aprovados – Processo Seletivo 2021

Candidatos aprovados no processo seletivo do Mestrado em Desenvolvimento Humano: formação, políticas e práticas sociais –2021 (ordem alfabética) NomeAmanda dos Reis Velloso FranciscoAna Paula Cursino

Tenho Interesse







    Skip to content